Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Agro fecha 2017 com saldo positivo de criação de empregos

Agricultura 29/01 07:01

Setor foi um dos três segmentos a terminar o ano com mais admissões do que desligamentos; saldo foi de 37.004 novos postos de trabalho

 

A agropecuária terminou 2017 com aumento de 37.004 vagas no setor, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira, 26. O saldo é resultado de 993.820 contratações e 856.516 demissões no acumulado do ano. Em 2016, o segmento fechou 14.193 postos de trabalho. Apenas comércio (+40.087 empregos) e serviços (+36.945) também tiveram desempenho positivo. 

 

Em dezembro, a balança do setor ficou negativa, com o encerramento de 44.339 vagas, recuo de 2,76% em relação ao mês anterior. Foram 42.137 admissões e 86.476 desligamentos. As atividades que mais contribuíram para o resultado negativo foram a cana-de-açúcar (-9.032 empregos), atividades de apoio à agricultura (-4.954) e cultivo de frutas de lavoura permanente, exceto laranja e uva (-4.882).

 

Geral - O Brasil fechou 20.832 vagas de trabalho formal em 2017. O número representa redução em relação ao estoque de 2016, quando foram fechadas 1.326.558 vagas. Esse foi o terceiro ano consecutivo de saldo negativo. Em 2015, houve queda de 1.534.989 vagas.



Para o Ministério do Trabalho, o resultado de 2017 significa estabilidade do emprego no país. "É um resultado que veio dentro das expectativas. Todas as estimativas de mercado apontavam para algo próximo da estabilidade no emprego", avaliou o coordenador-geral de Estatística do ministério, Mário Magalhães.



De acordo com os dados, as contratações, no ano passado, totalizaram 14.635.899, e as demissões, 14.656.731. Apenas em dezembro, 328.539 postos de trabalho formal foram fechados – queda de 0,85% em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

Os números do Caged 2017 já incluem contratos firmados sob novas modalidades previstas na reforma trabalhista, como a jornada parcial e a jornada intermitente. Foram, ao todo, 2.851 admissões para trabalho intermitente no mês de dezembro e 227 desligamentos. Em relação ao trabalho parcial, foram 2.328 admissões e 3.332 desligamentos, no mesmo período. O saldo foi de queda de 1.004 empregos.

 

Fonte: Portal DBO com Agência Brasil
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.