Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Setor produtivo elogia decisão

Economia 28/02/2018 08:02

Blairo Maggi permanecerá à frente do Mapa até o fim deste ano

 

O anúncio de Blairo Maggi (PP) de que permanecerá à frente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) até o fim deste ano, quando finda o mandato do presidente Michel Temer (PMDB), é considerada importante pelo setor agropecuário. Significa a continuidade dos trabalhos já realizados, vistos como um legado positivo entregue ao setor e ao país.

 

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária (Famato), Normando Corral, comenta que o ministro desempenhou papel de destaque na pasta de Agricultura e lamenta a saída da vida pública. “A decisão de permanecer como ministro é ótima. Ele deve continuar desempenhando esse papel, que é importante para o país”.

 

O presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Marco Túlio Duarte Soares, também afirmou que a permanência de Blairo Maggi à frente do Ministério da Agricultura é muito importante para a continuidade dos trabalhos realizados em prol do setor agropecuário. “No segmento da carne, por exemplo, o ministro foi fundamental para consolidação de mercados internacionais, principalmente em situações como Operação Carne Fraca e o bloqueio dos Estados Unidos. Além disso, regionalmente o ministro viabilizou a adesão de Mato Grosso ao Sistema Brasileiro de Inspeção Sanitária, permitindo que indústrias locais possam exportar para outro estados”.

 

O presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão, Alexandre Pedro Schenkel, destacou a liderança do ministro, papel considerado fundamental para a condução do Ministério. “Para nós, da Ampa, é importante termos uma pessoa como Blairo Maggi, um líder, à frente do Mapa. Quanto à sua decisão de não participar da disputa eleitoral em 2018, consideramos que é de caráter pessoal e deve ser respeitada. Agradecemos pelos trabalhos positivos realizados por ele”.

 

Fonte: A Gazeta

Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.