Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Diante da operação "Carne Fraca", Governo reduz cobrança sobre a pecuária de corte

23/03/2017 11:48

Em meio ao terremoto provocado pela Operação Carne Fraca da Polí­cia Federal, o governo de Mato Grosso reduz o preço de referência do gado para fins de cobrança de ICMS. A medida atende parcialmente a reivindicação dos pecuaristas. De acordo com a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), os novos valores não condizem com os preços de mercado e nem com a solicitação da entidade, manifesta em ofí­cio enviado para a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) em fevereiro. A nova relação do preço mí­nimo da pecuária de corte divulgada pela Sefaz por meio da Portaria nº 049/2017 e publicada na sexta-feira (17). A Famato avalia que os preços são baseados em categorias que não espelham os valores de mercado. A Sefaz fixa o valor médio do boi gordo a R$ 142,58/arroba e da vaca gorda a 137,5/arroba. Comparado com os preços vigentes anteriormente, por meio da Portaria nº 166/2016, há redução de 3,66% e 1,07%, respectivamente. Até a quinta-feira (16), o preço-referência para cobrança do ICMS da arroba do boi era R$ 148 e da vaca R$ 139. De acordo com o levantamento feito pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o preço da arroba varia de R$ 126,59 e R$ 121,15, respectivamente. Para a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), os valores precisam ser atualizados com mais frequência e devem considerar a realidade das microrregiões do Estado. -O preço mí­nimo precisa traduzir ao Fisco o preço de mercado operado pela comercialização do produto, por isso pedimos a revisão dos valores estabelecidos pelas portarias. Esses novos números sugeridos pela Sefaz não condizem com a nossa realidade. O governo deveria utilizar os dados do Imea, que é um instituto renomado e respeitado. Os dados do Imea são fidedignos ao que acontece no mercado fí­sico e são muito usados pelos produtores rurais de Mato Grosso', avalia o vice-presidente da Famato, Francisco Pugliesi de Castro. A Famato vai sugerir uma nova adequação do preço de pauta, utilizando como parâmetro a lista de preços mí­nimos com os valores apurados pelo Imea. (Com Assessoria). Fonte: O Documento
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.