Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Derrubada de vetos do Funrural garante condições flexíveis

Política 05/04/2018 07:04

SRB celebra decisão do Congresso sobre renegociações de dívidas e afirma que medida adequa o projeto de lei às necessidades do produtor

 

A Sociedade Rural Brasileira (SRB) elogiou nesta quarta-feira, 4 de abril, em nota, a derrubada dos vetos presidenciais pelo Congresso Nacional referente à renegociação da dívida do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Para a SRB, a derrubada dos vetos "adequa o projeto de lei do Funrural às necessidades do setor" e "assegura aos produtores rurais condições mais justas e flexíveis para cumprir suas obrigações".

 

Conforme a SRB, entre os vetos derrubados estão dispositivos considerados estratégicos pelo setor, entre eles a redução da alíquota de 2,5% para 1,7% para produtores rurais pessoa jurídica proveniente da comercialização da produção.

 

O veto ao desconto de 100% nas multas e encargos do saldo das dívidas e a cumulatividade da cobrança - quando o produtor paga o imposto em várias etapas produtivas - também foram derrubados. Além disso, também fica liberado o uso de crédito de prejuízo fiscal para quitação da dívida.

 

A entidade comentou, porém, que "ciente do complexo momento de reajuste fiscal atravessado pelo País, a SRB e os parlamentares da FPA continuarão atuando junto ao STF para que as decisões acerca da constitucionalidade do Funrural sejam tomadas com coerência". No STF ainda será julgada a modulagem da dívida - um dos aspectos principais é a corte definir se ela é ou não retroativa.

 

Na terça, depois de derrubar veto ao Refis das micro e pequenas empresas, o Congresso Nacional também rejeitou os vetos parciais do presidente Michel Temer ao projeto que renegocia as dívidas do Funrural. Os vetos foram rejeitados por 360 votos a 2 na Câmara, e 50 votos a 1 no Senado. Eram necessários 257 votos na Câmara e 41 no Senado para o veto cair.

 

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.