Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Justiça desbloqueia 2.853 cabeças de gado do ex-prefeito Alex Testoni que teriam sido compradas com dinheiro desviado do Espaço Alternativo

29/03/2017 13:02

Alexa Testoni foi preso em dezembro de 2014 acusado de ser o chefe de uma organização criminosa que atuou, de forma ilí­cita, nas obras do Espaço Alternativo, posteriormente embargadas pelo Tribunal de Contas de Rondônia. O ex-prefeito de Ouro Preto do Oeste, Alex Testoni, passou uma temporada na cadeia O desembargador Oudivanil de Marins, do Tribunal de Justiça de Rondônia, revogou sua própria decisão anterior e autorizou o ex-prefeito de Ouro Preto do Oeste, Juan Alex Testoni, a vender 2.853 cabeças de gado de três fazendas de propriedade de Alex. O gado estava bloqueado para o pagamento de multa e ressarcimento ao erário em caso de condenação do ex-prefeito por envolvimento no esquema de desvio de recursos da obra do Espaço Alternativo, em Porto Velho, que resultou na Operação Ludus. Alexa Testoni foi preso em dezembro de 2014 acusado de ser o chefe de uma organização criminosa que atuou, de forma ilí­cita, nas obras do Espaço Alternativo, posteriormente embargadas pelo Tribunal de Contas de Rondônia. Ele teria utilizado uma empreiteira laranja para ganhar fraudulentamente a licitação orçada em mais de 22 milhões de reais. Por conta dessas acusações, o ex-prefeito passou uma boa temporada na cadeia. A pedido do Ministério Público, a justiça bloqueou duas mil, oitocentos e cinquenta e três cabeças de gado, cuja compra, segundo o MP, foi feita com dinheiro desviado da obra. Para a liberação do gado, a defesa de Testoni usou, entre outros documentos, a justificativa de que a medida visa evitar a desvalorização do rebanho, haja vista ser o gado destinado a corte e que por tal razão possui um ciclo pecuário sazonal, ou seja, existe uma idade limite para o abate sem que ocorra a perda do valor de mercado por conta do envelhecimento e outros fatores. Também busca a liberação apenas para a movimentação. Embora concorde que os bens deveriam continuar bloqueado para garantir o pagamento de multa e ressarcimento ao erário, o magistrado decidiu liberá-los. Sobre sua decisão, ele anotou: "A manutenção da medida ainda se faz necessária, mas para evitar a deterioração e/ou perecimento do bem também se faz necessária a comercialização dos bovinos que tenham idade superior a 30 meses, conforme fichas do IDARON ao tempo da desta decisão, em nome de Juan Alex Testoni e que estejam nas Fazendas Dom Bosco I, Dom Bosco II e Pantanal". Fonte: Tudorondonia.com
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.