Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Em meio í  turbilhão, toda agropecuária é atingida, mas existe otimismo

31/03/2017 10:18

Ainda não há perspectivas de quanto será o prejuí­zo dos produtores de carne, nem o perí­odo necessário para o mercado se recuperar, nem mesmo o quanto outros setores da agropecuária serão atingidos. Mesmo assim, entre alguns o clima é de otimismo para uma recuperação. Um deles é o presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Maurí­cio Koji Saito. "O mercado interno fica apreensivo, mas a qualidade do produto vai fazer o consumidor entender que as irregularidades são pontuais e que qualidade da carne fala por si só", frisa o lí­der ruralista, durante a abertura da Expogrande. A feira começou nesta noite de quinta-feira (30) trazendo várias novidades e a expectativa de discursos do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, que destacou a força da carne e criticou a Polí­cia Federal. Diante de todos problemas recentes, a Expogrande é vista por muitos como uma oportunidade de reerguer os negócios, já que entre as grande feiras brasileiras, é uma das primeiras a começarem após a Carne Fraca. Já quanto ao reflexo da crise na pecuária na agricultura, o chefe da Semade (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico), Jaime Elias Verruck, aponta que será negativo. "São nas lavouras que saem insumos para a cria do gado. Se os frigorí­ficos, abatem menos, os produtores perdem o lucro e consequentemente compram menos esses insumos também, reduzindo a produção. Daí­ surge o reflexo negativo nas lavouras", explica o secretário. Fonte: Campo Grande News
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.