Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Café: safra atenderá mercados

27/04/2017 10:26

Apesar de menor, volume será suficiente paraatender exportação e mercado interno O presidente da Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), Carlos Alberto Paulino da Costa, afirmou nesta terça-feira, 25, que a safra brasileira de café deste ano, apesar de menor do que a do ano passado, é suficiente para cumprir compromissos de exportação e atender o mercado interno. "Este ano a produção de arábica é baixa, por causa da bienalidade negativa, mas não há risco de desabastecimento", garantiu ele, sem mencionar números, durante evento na capital paulista em comemoração aos 60 anos da cooperativa do sul de Minas, considerada a maior do mundo no setor. A colheita do café conilon já começou em Rondônia e no Espí­rito Santo, enquanto a do arábica ainda é insignificante em Minas, principal Estado produtor. Para 2018, a perspectiva é de uma de safra melhor do que a atual (por causa da alternância da bienalidade positiva para o café arábica). Com o aumento da oferta, porém, a tendência é de queda dos preços, o que poderia implicar a intervenção do governo no mercado, por meio da formação de estoque regulador. Mas Paulino da Costa considerou a medida de difí­cil implementação. "Seria preciso criar um IBC (Instituto Brasileiro do Café, extinto em 1990, e que definia a polí­tica agrí­cola para o setor)", ironizou. "Sou mais pela ação da iniciativa privada", acrescentou. Segundo ele, o governo carece de recursos para qualquer tipo de atuação no mercado. No entanto, explicou que medidas oficiais de apoio poderiam ajudar o cafeicultor, como a criação de mecanismos de financiamento de longo prazo, a juros compatí­veis, ou até mesmo lançamento de contratos de opção de venda pública. O presidente da Cooxupé informou, ainda, que a cooperativa deve receber nesta safra cerca de 5,8 milhões de sacas de 60 kg de café. No ano passado, a Cooxupé recebeu cerca de 6,2 milhões de sacas (bienalidade positiva). Já a comercialização este ano na Cooxupé deve alcançar 6,2 milhões de sacas, em comparação com 5,82 milhões de sacas em 2016. A cooperativa tem, ainda, estoque de passagem de cerca de 400 mil sacas, para cumprir a meta do ano. Caso seja necessário, poderá ir ao mercado para adquirir de terceiros entre 1,8 milhão e 2 milhões de sacas. Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.