Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Dí­vidas com o Funrural devem tirar muitos produtores da atividade, diz Maggi

02/05/2017 10:04

Em passagem pela ExpoZebu, ministro da Agricultura se mostrou preocupado com a situação de quem não recolheu o imposto Começou no sábado (29), a ExpoZebu 2017, em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Foi registrada a presença de autoridades, lideranças rurais e pecuaristas na inauguração. Durante as cerimônias, ocorreu o lançamento oficial da campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. A campanha de vacinação tem iní­cio dia 1 de maio. O ministro afirmou ainda que a retomada da cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), caso seja mantida, impossibilitará milhares de produtores rurais de continuarem na atividade, especialmente aqueles que não fizeram o recolhimento dessa contribuição desde sua suspensão. Quem manteve o recolhimento do Funrural mesmo com a liminar ou fez o depósito judicial, está mais tranquilo, disse Maggi. Mas quem se amparou na liminar e não recolheu a contribuição desde 2011, terá que pagar com juros, correção e multa. -Se somarmos, por exemplo, os valores referentes ao Funrural, além de multas e juros, nos últimos cinco anos, a dí­vida do produtor que não recolheu deve representar de 20% a 25% do faturamento bruto anual da propriedade. É muito difí­cil quem tem esse recurso disponí­vel para quitar a dí­vida com o Funrural.', afirma. Ele continua: -Sem quitar a dí­vida, o produtor deixa de ter acesso a financiamento. O prejuí­zo será grande para o paí­s.' O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou constitucional a cobrança do Funrural do empregador rural no final de março deste ano. O próprio STF havia considerado ilegal a taxação em julgamento de 2011. O ministro informou também que nos próximos dias ocorrerá a definição do Plano Safra 2017/2018. Segundo ele, já foi solicitado ao presidente Michel Temer a preservação dos recursos para o setor agropecuário e a questão dos juros do crédito. O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), que promove a ExpoZebu, Arnaldo Manoel de Souza Machado Borges, destacou o crescimento da feira, que chega í  sua 83ª edição com mais 1.800 animas inscritos das raças zebuí­nas, além de 100 expositores. -Além disso, serão realizados 21 leilões e três shoppings de zebuí­nos', disse. A ExpoZebu tem como tema central -Integração Lavoura, Pecuária e Floresta - Novos Caminhos para Novos Resultados' e termina no dia 7 de maio. Fonte: Revista Globo Rural
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.