Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Casos de raiva bovina são confirmados no interior paulista

21/07/2017 09:23

A doença é transmitida por morcegos hematófagos a bovinos e animais domésticos É mais um caso para preocupar a pecuária. Houve três ocorrências confirmadas de raiva em bovinos nos municí­pios de Itararé e Riversul, na região sudoeste de São Paulo. Segundo as informações, três bois morreram nos bairros de Serrinha, Barreirinho e Furnas, no municí­pio de Itararé (SP). O médico veterinário da Vigilância, Dalmerson Lopes Machado, disse que os proprietários rurais foram orientados a vacinar todo o rebanho bovino e também os animais domésticos, como cães e gatos. "Temos a presença na região do morcego hematófago, que funciona como propagador da raiva, ao sugar o sangue de um animal doente. É um fator que eleva o risco." Os morcegos podem levar a doença para a área urbana, mordendo cães e gatos, mas já houve relatos de ataques de hematófagos a pessoas no meio rural. Segundo Machado, ao menos 15 bovinos morreram com sintomas em fazendas de Riversul, municí­pio vizinho. "Como soubemos das mortes algumas semanas depois, não foi possí­vel colher amostras para exame, mas as medidas preventivas foram estendidas para aquela região." A prefeitura de Riversul também antecipou a vacinação de cães e gatos. Uma campanha alerta moradores para identificar sintomas da doença em animais. A Coordenadoria de Defesa Agropecuária, da Secretaria da Agricultura do Estado, informou ter recebido laudos de dois casos positivos de raiva em herbí­voros (bovinos) na região, um em Itararé e outro em Riversul. Três equipes técnicas foram deslocadas para fazer o monitoramento dos casos, revisão dos abrigos de morcegos e orientação aos produtores rurais. É orientada a vacinação dos animais contra a raiva e o uso de pasta vampiricí­dica em morcegos capturados. A Defesa pede que os casos de mordeduras em animais sejam notificados. A raiva é uma doença que é transmitida ao homem por meio de contato com animal doente. Fonte: Revista Globo Rural
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.