Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Leite: Sindilat quer alta na produtividade

30/08/2017 09:35

Presidente do sindicato acredita que isso e aumento do consumo darão competitividade ao setor frente aos importados O presidente do Sindicato da Indústria de Laticí­nios do Rio Grande do Sul (Sindilat-RS), Alexandre Guerra, defendeu o aumento da produtividade e do consumo para tornar o setor de leite e derivados mais competitivo, em entrevista coletiva na 40ª edição da Expointer, em Esteio, no Rio Grande do Sul. Guerra destacou, conforme nota do Sindilat-RS, que nos últimos seis meses o mercado brasileiro tem recebido leite de fora com preço mais competitivo, principalmente do Uruguai, em um momento de queda de consumo local por causa da crise. "O produto que vem do Uruguai concorre diretamente com o nosso. Não estamos dizendo que o Rio Grande do Sul é contra as importações, mas precisamos estabelecer uma cota", afirmou Guerra. Para o representante do sindicato, é preciso aumentar a produtividade por animal e por propriedade para melhorar o cenário. A ideia também foi defendida pelo secretário-executivo do Sindilat-RS, Darlan Palharini. Ele observou que a média brasileira de produção de cada propriedade rural é de 15 mil litros por ano, enquanto a do Uruguai é de 500 mil litros por ano. "Temos um descompasso e apenas cinco Estados brasileiros que são superavitários na produção de leite", disse. Guerra destacou ainda que 70% do queijo consumido no Rio Grande do Sul é concentrado nos tipos prato e mussarela. O dirigente acrescentou que o objetivo do Sindilat-RS é ampliar o consumo do produto, proporcionando experiências para o conhecimento de outros tipos de queijo, como grana e frescal. Este é um dos propósitos do Pub do Queijo na Expointer, projeto do sindicato que conta com uma seleção especial de derivados lácteos no Parque de Exposições Assis Brasil e oferece mais de 50 tipos de queijo para degustação durante a feira, disse o Sindilat-RS. Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.