Carregando...
Publicado por SeuGado.com Gado

Falta de chuvas acende sinal de alerta para pecuaristas em MT

31/10/2017 09:40

Pluviosidade em algumas regiões chega a estar 66% abaixo do í­ndice de outros anos, o que pode prejudicar o desenvolvimento das pastagens, diz o Imea O ní­vel de chuvas abaixo da média em algumas regiões de Mato Grosso acende o sinal de alerta para pecuaristas do Estado, informa o boletim do Instituto de Economia Mato-Grossense (Imea). A entidade lembra que as chuvas são o principal fator que viabiliza a formação, renovação e desenvolvimento das pastagens nas propriedades rurais e a sua ocorrência é sempre esperada pelos produtores. Em algumas cidades do Estado, a pluviosidade em setembro e outubro foi bem inferior ao registrado no mesmo perí­odo de anos anteriores. Em Canarana, a queda foi de 66,25%, enquanto em Diamantino o declí­nio chegou a 41,60%. Já em Itaúba e Sinop, o í­ndice cresceu este ano (veja gráfico ao lado). -Estes números de 2017 são preocupantes aos pecuaristas, pois podem significar atraso na entrega de animais futuramente, devido í s pastagens não estarem 100% aptas para receber os animais', afirma em nota o Imea. Além disso, a escassez de chuvas neste momento, que já causa atrasos no plantio da soja, pode impactar no encurtamento da janela de semeadura do milho segunda safra (principal fonte de suplementação animal), podendo resultar em menor produção e até mesmo em alta nos preços do grão. -Diante disto, o perí­odo de chuvas que se inicia já traz alertas para os pecuaristas'. O iní­cio das chuvas tem movimento o mercado de reposição. Pela segunda semana seguida, a cotação do bezerro de 12 meses subiu, dessa vez 0,4%, ficando em R$ 1.135/cabeça. Diferencial de base - Até o dia 26 de outubro, o diferencial de base MT-SP, que mostra a diferença entre o preço da arroba do boi gordo entre os dois Estados, caiu 0,57 p.p. (pontos percentuais) em relação a setembro. Isso graças í  maior desvalorização da arroba em São Paulo, que saiu de R$ 143,47 para R$ 140,89, do que em Mato Grosso, onde passou de R$ 128,28 para R$ 126,78 (descontado o Funrural). -Essa queda em ambos os Estados é consequência de uma melhora na oferta de gado apto para abate. Ainda assim, vale ressaltar que o fortalecimento da base neste mês consolida o que já vem acontecendo com esta em todo o 2017, visto que este ano já registra uma fortificação de 2,70 p.p. na base, tornando assim o ambiente de negócios de boi gordo mais competitivo ao pecuarista mato-grossense', relata o Imea. Fonte: Imea
Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.