Carregando...
Publicado por Marcia Oliveira Tannity

Você sabe o que é Gado?

Animais Editado 20/12 09:54

Então saiba que, segundo a Wikipédia entende-se por gado o conjunto de animais que foram domesticados pelo homem para aumentar a sua produção, serviços agrícolas, consumo doméstico, comercial ou industrial: a sua criação pode ser dividida em:

 

1 - 'criação de gado intensiva'
2 - 'criação de gado extensiva'

 

 

Ao contrário do que se imagina o conjunto de animais criados no campo para trabalhos agrícolas ou uso doméstico e industrial compõem a palavra Gado.

 

Gado asinino - os asnos, também denominados jumentos, jegues ou burros

 

Gado caprino - as cabrasGado cavalar ou equino - os cavalos

 

Gado muar - as mulas e mulos (português europeu) / burros (português brasileiro)

 

Gado rangífero - as renasGado de Bico - aves domésticas

 

Gado suíno - os porcos domésticos

 

Gado ovino ou arietino - as ovelhas

 

Gado aves de capoeira - galinhas

 

Gado bovino ou vacum - os bovinos e algumas espécies de búfalo

 

No caso das raças zebuínas, segundo a ABCZ um gado LA é composto de animais registrados no Livro Aberto, animais que atendem ao padrão de uma das raças zebuínas mas que tem um dos pais ou avós sem registro no LA

 

PO (puro de origem) ou no Livro Fechado

Portanto, um gado LA inseminado com PO será PO ou LA, dependendo do número de gerações com registro genealógico. Se os dois pais da vaca a ser inseminada também forem LA, ou um LA e outro PO, a cria poderá ser registrada como PO.

F1 significa Filhos da 1ª geração.

 

Emprega-se em melhoramento genético para designar os produtos da primeira geração do acasalamento entre animais de duas raças diferentes. Ou seja são animais conhecidos comercialmente como “meio sangue” ou animais de “cruzamento industrial”.

 

Image result for zebuinos 

 

A seleção artificial na pecuária

 

Seleção é escolher o melhor e o que mais interessa. Na pecuária busca-se sempre melhorar a qualidade dos animais, seja para obter ama vaca com alta lactação ou um bezerro que esteja em ponto de abate o mais rápido ou produção de determinado tipo de carne, em um rebanho leiteiro, há um touro holandês e um nelore. Se este gado for servido pelo touro nelore, seu rendimento será forçosamente inferior ao que proporcionariam as filhas do touro holandês, futuramente, em leite. Por essa razão, o homem afastaria o nelore, num rebanho de corte, aconteceria o inverso: os filhos do nelore dariam, em carne, maior rendimento do que os filhos do holandês e este seria, portanto, afastado.

 

Hoje em dia existem diversas as formas de se selecionar geneticamente um rebanho. Várias biotecnias como a inseminação artifical, criopreservação de gametas e embriões; superovulação e transferência de embriões; sexagem espermática e embrionária, Recuperação de oócitos e a fertilização in vitro (FIV) são biotecnologias que atuam nesse trabalho.

 

Inseminação artificial é a técnica em que o sêmen do touro é introduzido, pelo homem, no útero da vaca ou novilha em cio sem o contato direto com o touro. Ou seja, uma dose de sêmen descongelada é depositada no aparelho reprodutivo da fêmea para que ocorra a fecundação do óvulo. Para isso, são utilizados instrumentos e procedimentos apropriados.

 

Image result for transferência de embrioes

 

A transferência de embriões (TE) é uma biotecnologia que otimiza a obtenção de descendentes de animais de elevado mérito genético. Isso porque após eleger uma fêmea bovina superior, a qual é chamada de doadora, ela é submetida a tratamento hormonal específico para produzir vários oócitos (óvulos), ao invés de apenas um, como seria no processo natural. Depois dessa superovulação, a vaca é inseminada e após 6 a 7 dias é feita a lavagem uterina para tentar recuperar os embriões. Estes, por sua vez, são classificados e selecionados para poderem ser congelados (banco de embriões) ou transferidos para mães de aluguel (receptoras) com idade uterina sincronizada com os embriões. Dessa forma, uma vaca que geraria no máximo um bezerro por ano, no caso da monta natural ou inseminação artificial, tem a possibilidade de produzir anualmente, em média de 10 a 20 bezerros, sem que para isso tenha que passar por gestação e parto.

 

A fertilização in vitro, é a união do espermatozoide com o óvulo no laboratório, formando o embrião, que posteriormente será transferido para cavidade uterina. A FIV é a base de todas as técnicas de reprodução assistida. Apesar de ser altamente eficaz, muitos animais necessitam de procedimentos adicionais para aumentar as chances de sucesso do tratamento. A fertilização in vitro é uma biotecnologia onde todos os processos fisiológicos: maturação folicular, fertilização e desenvolvimento embrionário são obtidos em laboratório, fora do útero animal, ao contrário da clássica transferência de embriões (TE).

 

Comentários
logo-seugado

Para ter acesso completo a esse conteúdo faça login ou cadastre-se grátis.